a alma da flor
29
Nov 11

Como se vão apercebendo as minhas fotos são de momentos do dia-a-dia. Sem premeditação ou grande elaboração de cenários ou modelos.

Quando algo me prende os sentidos e a máquina está à mão - sai o clic.

 

No caso desta fotografia despertou-me o lago, o barco em movimento, a envolvência das árvores pintadas de Outono e a beleza das cores (rosa da menina, azul do menino), mas principalmente a destreza e cumplicidade na condução da pequena embarcação, ora sendo a menina nos remos, ora o menino, numa partilha que me pareceu familiar.

 

Estava tão distraída a acompanhar a cena que não pensei a quem pertenciam as "crias" ou mesmo se o "dono" estaria por perto…

 

Tenho uma norma que tento seguir na escolha das fotos na hora de as publicar – primeiro eu gostar - não expor em demasia a identidade se há pessoas que não conheço (tenho ainda mais cuidado, se tratando, de crianças).

 

Óbvio que os pais não sabiam quem sou e muito menos qual o intuito a que se destinavam as fotos e, como tal, não gostaram da minha audácia - nem um pouquinho.

E foi por isso que o pai dos miúdos, parecendo ser uma pessoa atenta e cuidadosa, se aproximou e, com educação, me alertou e demonstrou o seu desagrado.

 

E se na altura fiquei qual criança a quem lhe retiram um doce da boca, compreendi que o senhor tinha toda a razão e direito de o demonstrar.

Como teve oportunidade de expressar: Nunca sabemos qual o fim a que se destinam as fotos e cada vez mais há que proteger e ter cuidado, basta ver o que se passa com a internet. Devemos proteger cada vez mais os nossos filhos. Até porque não sabemos quem está do “outro lado”.

 

Depois de ver as imagens desse dia, fotos que tirei no Bom Jesus em Braga, escolhi ,entre outras, esta porque como dizia a Manu “parece uma cena de um filme de aventuras", para além de que não retirava a privacidade a nenhuma das crianças, e porque pessoalmente gostei da imagem para ilustrar as palavras que tinha escolhido.

Foi com alguma curiosidade que vi o comentário do Jorge:fui eu o único que reparou que há algo de muito errado na fotografia?”.

 

Lá fui ver de novo se a foto estava torta, manchada, ou algo que me tivesse escapado. Bem perguntei o que pretendia dizer com o comentário, mas não fui feliz - fiquei sem resposta!

 

É por isso que me lembrei de vos pedir ajuda.

 

O que há de errado nesta foto?

 

Podem acabar o filme de aventura da Manu.

Ou simplesmente descobrir o erro que o Jorge encontrou na foto ou no enredo da mesma.

 

{#emotions_dlg.blueflower}

19
Set 11

Porque unidos seremos sempre mais fortes...
E sorridentes - também!

 

15
Set 11

Não percebo patavina de futebol. Mas divirto-me com algumas situações, informações e principalmente entrevistas.

Estes dias, foi a troca de galhardetes de quem era um desertor ou um mercenário nacional.

Ontem o Queirós (pensei que tinha sossegado) dizia que a Federação não tinha moral para castigar jogadores - principalmente portugueses "de gema".

 

Hoje temos o "SUPRA-SUMO" a declarar o seguinte:

"Penso que por ser rico, bonito e um grande jogador, as pessoas têm inveja de mim. "

 

Rico - Ele diz que sim - eu acredito.

Basta-me olhar para as vezes em que entra pela TV a incentivar a compra do "LINIC FOR MEN", para entender que o cachet deve ser chorudo, se bem que em meu entender deveria promover algo parecido com cera para cabelo arrepiado.


Bonito - Depende de quem mexe no Photoshop…

E quem sou eu para discutir os gostos do catraio?!

Por acaso (só por acaso) acho o meu pikeno mais lindo, mas isso, são os meus olhos de mãe a falar - é o meu gosto. Acredito que o mesmo deve pensar a D. Dolores.


Grande jogador - É alto. Dizem que é esforçado e vai acertando e enfiando com as bolas na baliza - Portanto é bom jogador.

 

Mas Ronaldo, meu filho. Deixa que trate assim, porque também eu sou mãe.

Se falasses menos um bocadinho. Fosses um pouquinho mais modesto. Discreto (olhasses menos directo para as luzes da ribalta). Juro, que serias o meu orgulho nacional.

Orgulho de um coração que bate sempre que vê a Selecção em tons verde e vermelho e que tanto sofre quando partes desenfreado e te esqueces que mais dez estão dentro do mesmo rectângulo verde e que sofrem contigo e por ti por tantas vezes os ignorares.

 

Inveja– Ronaldo “porque não te calas?” Ficaste com uma azia do diabo do Messi o ano passado. É que ainda andas azedo, mesmo que tentes esconder.

 

Vá lá “miúdo”, toma juízo e não fales demais, porque quem fala demais tende a dizer disparate.

 

Tudo de bom e felicidades – dentro do campo.

Cá fora, já sabes – sossegadinho!

 

Dezembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
rssssssssssssss...Paciência precisamos sempre, des...
Sim, muito sinceramente, agora as coisas estão bem...
Não lamentes.Não se perdeu grande coisa.Agora muit...
Lamento que tenhas este blogue abandonado...
É muito mais frequente do que parece este tipo de ...
Olá, bem-vinda.Óbvio que temos de ser cuidadosos. ...
Pois, os acidentes acontecem.BFDS
Nunca ninguém pode dizer que não lhe acontece.Todo...
Totalmente de acordo. Não sou mãe, mas entendo que...
Flor, não quis ser intrometida, mas sabendo que es...
Calma Miilay, não se preocupe eu estou bem. Juro.O...
Amiga, será que se desagregou mesmo???Desejo que a...
Momentos...Agarremos os que são bons, os outros......
Na vida nada é eterno ...Até uma boa música ou um ...
Paciente? Eu de facto vou algumas vezes ao médico....