Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

a alma da flor

a alma da flor

Poema sobre o mar

19.05.08 | DyDa/Flordeliz

 

"As ondas quebravam uma a uma
Eu estava só com a areia e com a espuma
Do mar que cantava só para mim. "
Sophia de Mello Breyner Andresen
 
Eu vi:
As ondas estender-se pela praia
A espuma espalhar-se pela areia 
O vento unir-se à voz do mar
Mas não era para mim
 
Porque: 
As coisas boas
As coisas belas
Não são minhas
Não são tuas
São de quem
As consegue ouvir
As consegue partilhar
Um abraço para ti

 

2 comentários

Comentar post