Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

a alma da flor

a alma da flor

Memória de um Rio que já o foi... e que hoje apenas tem o nome!

04.04.08 | DyDa/Flordeliz

Muitas vezes em criança vi:

Minha mãe lavar a roupa nas águas que enchiam e corriam no leito deste rio!

Um dia neste local:

Quase me afoguei levada pela forte corrente (salvou-me a coragem da minha mãe)!

 

Este local era proibido por ser perigoso pela força da água.

E por ser imensamente fundo!

 

 

Hoje este local:

Praticamente não tem água

As Rochas são da cor do alcatrão

E só os mosquitos parecem felizes pela estagnação das águas

 

Apenas o verde das margens vai escondendo a imagem de morte do Rio Ave.