Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

a alma da flor

a alma da flor

O tempo não pára... daqui a pouco...será 2008

31.12.07 | DyDa/Flordeliz

Tic-Tac .. Tic-Tac...

Batem ritmados

Os ponteiros do relógio

Apenas preocupados

Em contar o tempo

 

As horas que passas

Há espera de nada

As horas que gastas

Em filas na estrada

 

Ouve atentamente

A voz vinda no vento

 

Ela traz o lamento

Da criança moribunda

Que cai inanimada

Dos braços da mãe

Que está resignada

 

As bombas que explodem

Retalham os corpos

E ceifam as vidas 

Dos que fazem a guerra

E vivem por ela

 

Dos que são colhidos

Nesta estrada de morte

 

Dos que lutam para que acabe

E acabam morrendo

 

Mas nada faz parar

As horas que passam

As horas que correm

Ao som cadenciado do

Tic-Tac ...Tic-Tac ...