Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

a alma da flor

a alma da flor

Desafio vencido!

03.12.07 | DyDa/Flordeliz

O que te choca: A pobreza, catástrofes, crimes premeditados.

O que te arrepia: Quando vou a conduzir pensar que posso ser responsável pela morte de alguém.

O que te excita: Ser surpreendida.

O que te solta: Correr, caminhar pela praia, ver o pôr-do-sol, olhar a lua.

O que te faz rir: O olhar traquina das crianças faz-me sorrir. Rir à gargalhada basta ver alguma coisa “mazinha” acontecer a alguém (tipo um prato de feijoada a cair em cima de alguém) ahahahaha. Não consigo aguentar a gargalhada!

O que te faz chorar: A raiva quando ando zangada comigo durante muito tempo seguido. Choro por empreitada. É difícil fazer-me parar.

O que te causa náuseas: Sítios sem higiene, cheiro a mofo e locais pouco arejados. Homens (normalmente) com roupa que nunca viu água e impregnada de tabaco. Mulheres (normalmente) numa mistura de suor e perfume. Mãos e unhas sujas a servir o meu prato à mesa. E “chico(a)s” esperto(a)s.

O que te falta para seres feliz: Nada procuro e muito tenho! Mais do que alguma vez pensei ser possível ou merecer. Aceito o que chega até mim – É imenso!

O que te traz infelicidade: Eu! Na tentativa de descobrir os porquês de me sentir triste.

O que te magoa: Ser tão sensível! Queria ficar magoada sem que ninguém sentisse, mas o meu olhar é o retrato da minha alma e não consigo fazer de conta. O que me magoa ainda mais do que ter sido magoada por alguém.  

O que desejas: Não tenho desejos do tipo: casa; carro; piscina. Especialmente quando vejo imagens na TV de pobreza extrema e de sofrimento de crianças sem NADA. Apenas desejo uma vida com trabalho e dinheiro para ter estabilidade familiar.

O que receias: O sofrimento físico, esse atrapalha-me! Não me assusta morrer, apenas gostaria que fosse com dignidade. Gostaria de poder ter uma palavra para o fim do caminho.

O que não queres perder: A minha família. Mas o meu filho…não consigo pensar que lhe pode acontecer algo ruim. Preciso ser eu a primeira a partir!

O que queres alcançar: Apenas não quero ser a infelicidade dos que me rodeiam.

Uma data que abomines: Todas as que são de obrigação. Detesto: Jantares marcados; Festas marcadas; Horas marcadas; Férias marcadas.

Uma festividade que adores: Sinceramente não gosto de fazer anos (ninguém gosta de ficar mais velho!), mas seria injusto dizer que não gosto do meu dia de anos, pois sou demasiado mimada e paparicada neste dia (e nos outros também!). Também gosto da época de Natal, pelas cores e alegria que acaba por ser contagiante. No entanto detesto “ter de” comprar prendas. Odeio mesmo! Embora não tenha conseguido até hoje acabar com todas elas.

Uma qualidade que aprecies numa pessoa: A disponibilidade. A amizade desinteressada.

Uma característica que abomines numa pessoa: O oportunismo - comodismo.

Uma mentira que tenhas dito: Procuro não o fazer, quando muito omito a verdade até para não ferir. A verdade às vezes é crua se for sincera e magoa imenso. Portanto às vezes a omissão não fere e não engana.

Uma nostalgia: Quando sinto saudades de alguém ou de algum lugar a nostalgia aparece e faz-me sentir pequenina e frágil.

 A Mia de salpicosdeluz desafiou-me a responder a este desafio!

Um beijinho para ti.
Não indico nomes, mas sintam-se convidados a responder se vos der prazer.

1 comentário

Comentar post