Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

a alma da flor

a alma da flor

O sol na luz de um olhar

22.10.07 | DyDa/Flordeliz

Suas pétalas estavam alinhadas num harmonioso conjunto, mas o espelho reflecte a imagem de uma Flor só. Algo faltava ao ” bouquet” de Domingo. Algo faltava ao olhar inexpressivo, desta corola sem cor.

Examinou de novo, agora mais atentamente, e encontrou no olhar inquiridor, uns olhos tristes, que afinal eram os seus e pensou:

- Falta cor, falta alegria não há luz! Mas que fazer?

Estava só. Sentia-se só. Olhou à sua volta e um estranho sentimento de frio invadiu-a de repente.

Pelas vidraças da janela viu o Sol que brilhava intensamente e resolveu ir ao seu encontro, à procura do mar.

A viagem era monótona e lenta, por várias vezes a fez sentir vontade de desistir, retroceder e regressar. Mas teimosamente encontrou o caminho do mar.

O Sol ardia intensamente espalhando um sorriso aberto sobre as águas.

Flor ficou escutando calmamente a música que levara por companhia, e aos poucos seu coração inquieto, foi amaciando e tranquilizando, no vai e vem ritmado de cada onda, neste mar que parecia não ter fim.

Aos poucos as cores foram mudando e gaivotas aproximavam-se em bandos, anunciando o final de mais um dia e a escuridão que se aproximava rapidamente.

Também esta Flor recolherá suas pétalas, fechando-as para as proteger do frio da noite que não tardará.

Mas a ti amigo “Vento” a Flor quer contar-te um segredo:

Que o Sol e o mar beijaram, abraçaram, acarinharam e encheram de ternura transformando-a na Flor luminosa e alegre que tu sabes que existe.

- Sim!

A tua voz “Vento” ajudou a que ela se virasse para a luz recebendo-a alegremente, aproveitando cada raio de Sol e cada detalhe para sonhar e voar em sua ALMADEFLOR .