Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

a alma da flor

a alma da flor

Festa de final de Verão

27.08.07 | DyDa/Flordeliz

 

Tenho os pés com bolhas, as costas moídas e duas horas perdidas na porta de acesso ao areal da praia de Vila do Conde, para entrar na bendita "beach party ".

Era o tempo que eu tinha disponível para usufruir do ambiente e tomar conhecimento do que por lá se passava.

Já sei que não tenho idade para estas andanças, mas carago não quero morrer estúpida...

A temperatura estava excelente (pensava eu com os meus botões), quando me apercebi que não havia vento.

Pensava...mas deixei de pensar assim.

O carro ficou a léguas de distância, a fila para a entrada era um aglomerado de gente que aos poucos ficava impaciente com a demora e gritava, assobiava e ia empurrando de trás para a frente, transformando pessoas, em: mãos, cotovelos, ombros, pernas, e respirações aflitas, corpos sem estabilidade, que se iam unindo ao desgraçado da frente, do lado ou de trás.

Sou de "rodado rasteiro" e o ar só me chegava aos pulmões, quando inclinava o nariz para o céu  e me punha em bicos de pés. Juntos, o calor sufoca e o pânico de alguém cair para o lado no meio da confusão não ajuda.

A impaciência fazia com que muitos jovens mesmo sem conseguir ter as mãos junto ao corpo, puxar do seu cigarrito para descarregar o stress da longa espera, ficando o pouco ar que restava difícil de "engolir".

Finalmente,... finalmente consegui entrar no recinto onde encontrei milhares de jovens a "bebericar" ao som dos DJ´s , em plena praia.

Estava-se bem, ou pelo menos bem melhor!

Música, juventude, bares, lua e o mar.

Mas o meu tempo tinha chegado ao fim (aliás tinha sido ultrapassado mesmo antes de conseguir entrar), portanto diria que, entrei numa porta, dei a volta ao recinto , e sai pela outra (desta vez bem mais rápido). E mais uma caminhada penosa de regresso ao carro, que agora me pareceu muito... mas muito, mais longe.

Se estava gente a entrar quando cheguei,... Encontrei muito mais gente para entrar quando sai!

Não sei onde iriam caber as pessoas que esperavam "impacientemente" cá fora, acredito que com boa vontade encontrarão um bocadinho de areia onde possam sentir como eu que também eles foram à "party ".

Poderia dizer que me arrependi?!...

Penso que mentiria, porque sou curiosa, e agora já sei como é, e o que é!

E para o ano?

- Talvez até volte!

- Quem sabe já me esqueci da demora...