Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

a alma da flor

a alma da flor

Promessas por cumprir

12.01.07 | DyDa/Flordeliz

Todos os dias prometo que cumpro.

Todos os dias pondero entre o certo e o errado!

Todos os dias digo que foi o último, que não pode ser, que não há futuro para nós.

Eu sei,... Tu sabes,...

 Nós sabemos!

Mas, as promessas as juras mentirosas e só soletradas não valem nada.

Mentimos, enganamos porque somos insaciáveis no querer mais e mais e mais e mais.

Estamos doentes os dois. E eu não posso estar doente, não quero estar.

Todas as despedidas são tristes. As nossas são patéticas de tão desesperadas.

Quero a tua amizade e deste-me o teu amor e eu não sei conviver com ele.

Não o posso querer para mim. Não tenho esse direito.

Mereces mais do que o que eu tenho para te oferecer.

És uma pessoa "maravi-linda", mas carente e envolvente e isso não ajuda.

Tenho de encontrar a solução para mim, pois sinto-me perdida neste emaranhado de pensamentos contraditórios em que o senso me obriga a descer à terra e acordar.

As nossas promessas não passam disso mesmo PROMESSAS ...

 

É o Sol, o Mar, a Areia, o vento, o cheiro da maresia...

E eu vou vagueando ao sabor da maré , sem rumo, sem norte, perdida em mar agitado de sentimentos e contradições.