Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a alma da flor

a alma da flor

Nova hora de Inverno... é já...já a seguir!

24.10.07 | DyDa/Flordeliz

Noticia SOL

«Relógio biológico natural

Mudança da hora pode ser prejudicial a longo prazo

Um estudo hoje divulgado revela que a mudança da hora legal, que acontece no próximo fim-de-semana, pode ter efeitos prejudiciais na saúde a longo prazo, porque o ritmo biológico não se ajusta imediatamente …»

 

Fiquei agora muito mais aliviada!...

Afinal… isto de nos obrigarem a dar uma volta completa aos ponteiros afinal também afecta o “coco”.

Eu, por acaso, ainda ando a tentar acertar a hora desde a Primavera passada, e … estava quase, quase a conseguir!

Esta notícia não me trouxe alegria especial. Mas pelo menos fiquei a saber que não sou avariada do relógio... O relógio é que me avaria os ponteiros!

                              

Num gesto casual... Ou num toque intencional...

24.10.07 | DyDa/Flordeliz

Se os olhos são o espelho da alma;

As mãos são armas do coração.

 

Mãos de ontem

Mãos de hoje

Mãos de amanhã

Mãos de sempre

 

Mãos que trabalham

Mãos que embalam

Mãos que mimam

Mãos que acariciam

Mãos que partilham

Mãos que escondem

Mãos que recebem

 

Mãos pequenas, mãos grandes, mãos pretas, mãos brancas, mãos finas, mãos grossas, mãos sujas.

 

O que importa é que:  

- As minhas mãos quando nas tuas, aquecem meu coração.

 

 

 

 

                         

 

 

 

 

Não sei se rio...Não sei se choro!? Aliás nem sei se começo já a gritar!?

23.10.07 | DyDa/Flordeliz
Noticia Jornal Sol
«Chile
Concurso vai elegar mulher que melhor finge um orgasmo.
Em Novembro terá lugar no Chile um insólito concurso que põe à prova a habilidade das mulheres chilenas para simular em três minutos um orgasmo com o máximo de credibilidade»
No entanto acredito que um qualquer "White Castle"  da nossa conhecida praceta seria bem "menina fogosa" para ganhar o "dito" fingimento artístico entre "ais e uis "e algumas bichas de estimação.
Ter-se-ia a TVI mudado de armas e bagagens para o Chile?
May be...

Eu costumo perdoar as asneiras dos meus filhos

22.10.07 | DyDa/Flordeliz

Noticia do Diário Económico de hoje dia 22-10-2007

"Jardim Gonçalves não se demite e paga dívida do filho ao contrário dos rumores avançados por vários meios de comunicação, o Diário Económico apurou que o fundador do maior banco privado português não apresentou a sua demissão. Na sua página online, a SIC Notícias, diz que Jardim Gonçalves pagou na passada sexta-feira a dívida de 12 milhões de euros que o BCP tinha perdoado ao seu filho Filipe Vasconcellos ."

Fico confusa com tamanha trapalhada...

Um dia alguém vem a público dizer que a divida foi perdoada.

No dia seguinte dizem que a CMVM...E o Banco de Portugal iam mandar averiguar esta história e blá-blá-blá ..

Hoje a noticia que vem a público é afinal:

A dívida que já tinha sido perdoada... foi paga pelo pai sexta-feira!?

Valha-me os santinhos todos!

Meus amigos... Ou sou curta de ideias... ou esta gente brinca com a inteligência dos mais pobres.

Paga-se dividas perdoadas??? Ou elas apenas estavam "esquecidas" ???

Juro que fiquei confusa!

Como diria alguém: - Isto não me cheira nada bem!

E eu até posso reclamar um xisquinho " carago... sou accionista! De meia tigela é certo mas...

Vamos esperar para ver o folhetim dos próximos dias... acredito vá ter continuação.

Aguardemos pacientemente



O sol na luz de um olhar

22.10.07 | DyDa/Flordeliz

Suas pétalas estavam alinhadas num harmonioso conjunto, mas o espelho reflecte a imagem de uma Flor só. Algo faltava ao ” bouquet” de Domingo. Algo faltava ao olhar inexpressivo, desta corola sem cor.

Examinou de novo, agora mais atentamente, e encontrou no olhar inquiridor, uns olhos tristes, que afinal eram os seus e pensou:

- Falta cor, falta alegria não há luz! Mas que fazer?

Estava só. Sentia-se só. Olhou à sua volta e um estranho sentimento de frio invadiu-a de repente.

Pelas vidraças da janela viu o Sol que brilhava intensamente e resolveu ir ao seu encontro, à procura do mar.

A viagem era monótona e lenta, por várias vezes a fez sentir vontade de desistir, retroceder e regressar. Mas teimosamente encontrou o caminho do mar.

O Sol ardia intensamente espalhando um sorriso aberto sobre as águas.

Flor ficou escutando calmamente a música que levara por companhia, e aos poucos seu coração inquieto, foi amaciando e tranquilizando, no vai e vem ritmado de cada onda, neste mar que parecia não ter fim.

Aos poucos as cores foram mudando e gaivotas aproximavam-se em bandos, anunciando o final de mais um dia e a escuridão que se aproximava rapidamente.

Também esta Flor recolherá suas pétalas, fechando-as para as proteger do frio da noite que não tardará.

Mas a ti amigo “Vento” a Flor quer contar-te um segredo:

Que o Sol e o mar beijaram, abraçaram, acarinharam e encheram de ternura transformando-a na Flor luminosa e alegre que tu sabes que existe.

- Sim!

A tua voz “Vento” ajudou a que ela se virasse para a luz recebendo-a alegremente, aproveitando cada raio de Sol e cada detalhe para sonhar e voar em sua ALMADEFLOR .

                                        

Secretamente

20.10.07 | DyDa/Flordeliz

São tantos os caminhos

Mágicos como um olhar

São tantas as saudades

Grandes como o mar

Aquelas que se sentem

E não se podem apagar

 

Eu só quero pensar

No que poderia sentir

Se o calor do teu abraço

Me faria ou não sorrir

 

Imagem retirada da Internet

Palavras não chegam!

18.10.07 | DyDa/Flordeliz

“Apenas pelas palavras o ser humano alcança a compreensão mútua. Por isso, aquele que quebra sua palavra atraiçoa toda a sociedade humana.” 
 (Michel de Montaigne)

Honrem as palavras, porque acreditar é preciso!

imagem retirada da internet

Antigamente bastava a palavra de alguém...

Hoje nem com assinatura reconhecida em notário.

Mude-se... mas em qualidade.Não em falsidade!

O vento que vem do mar

16.10.07 | DyDa/Flordeliz

Se vem de rajada

É dificil acalmar

Mas perde a força

Perde a vontade

Esquece a tempestade

Correndo e saltando

Nas ondas do mar

 

Corre o pensamento

Em busca do vento

São vozes

São gritos

Que perdem

A força

Por muito

Falar

 

Eu quero sentir

Quero caminhar

Correr com o vento

Ao encontro o mar

 

 

Fragilidade

14.10.07 | DyDa/Flordeliz

«Não há uma fatalidade exterior. Mas existe uma fatalidade interior: há sempre um minuto em que nos descobrimos vulneráveis; então, os erros atraem-nos como uma vertigem

de: Antoine de Saint-Exupéry

 

         VERTIGEM

Haverá luz sugada no escuro?
Será calor o murmúrio do frio?

Terá amor o avesso da vida?

Haverá sonhos no fundo da dor?

 

Serão gritos os cais do silêncio?
Será coragem a tremura do medo?

..................................................

de: Mafalda Veiga

 


 

 

imagem retirada da internet

Escuro como BREUUUUUUU

12.10.07 | DyDa/Flordeliz

Hoje ao final da tarde lembrei-me de fazer uma pequena caminhada (11 kms). Claro que não era programada... claro que não devia ter sido feita, mas...

Sabem? Quando andamos na rua...metemos pelo monte... e depois...as horas parecem fugir... a noite anda mais rápido que os nossos passos ... e de repente tudo fica escuro!? Esquerda... direita...para trás...para a frente...até por cima da nossa cabeça a copa das árvores tapou de repente o céu...ui..ui...ui...

Havia luz pública, mesmo em plena montanha!

Havia! Pena que... no sitio mais denso...mais escuro...as luzes estavam fundidas!

Não se via nada, mesmo nada! Apenas se ouvia o remexer dos animais na floresta brrrrrrrrrrr até arrepia pensar de novo!

Que sensação de abandono! Falta de segurança! Que desconforto! Sem casas... nem carros!

Sim porque até os carros fizeram gazeta hoje...nem um(zinho).

E as estrelas? Onde andavam? Haver...sei que havia! Mas as árvores eram tão grandes e densas que fechavam o céu num buraco escuro e medonho impedindo-as de iluminar a noite.

Já tinha ouvido falar em "Breuuuu" não sabia o que era!? Mas se tem esta cor... Juro que é mesmo muito feio... triste e assustador!

Ups... Falta de juizo! Amanhã não há caminhada!

Ou haverá!?...