Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

a alma da flor

a alma da flor

Falemos então...

19.12.11 | DyDa/Flordeliz

Hoje falo de amizade.


Dizem que é uma relação afetiva entre duas pessoas. Um relacionamento que envolve o conhecimento mútuo, afeição e lealdade.
Pois para mim é tudo isso e ainda lhe adiciono respeito, companheirismo e doses de sabedoria.


Falando do que não gosto:
- De ser usada como amiga. Prefiro que me considerem amiga.
Gosto ainda:
De ser lembrada e provocar um sorriso em quem me quer bem. Que me liguem (apareçam) e digam:
- Tinha saudades tuas.
Ou simplesmente:
- Hoje lembrei-me de ti.
Ao falar de amizade, vem-me à memória o elástico usado em criança para brincar.
Quando o fazíamos sem cuidado ou quando o guardávamos sujo ou molhado - pouco durava. Ficava mole e depressa era abandonado ou esquecido.


Amizade também é assim: Há que a usar com ternura, com cuidado, com moderação e ser manuseada com delicadeza. Se a esticarmos demasiado rápido ou por demasiado tempo – cresce; repuxa; e cedo vai terminar flácida, mole até mais não ter préstimo.

Não sei se sou boa amiga, nem sei quando e quanto gosto de alguém. Sei que gosto de gostar em muitas ocasiões - sem quantificar ou qualificar.
Nunca penso estar a agir em nome de uma palavra ou obrigação. Tudo o que faço é porque sinto prazer ou vontade de o fazer. No dia em que for diferente: não será amizade – mas frete!

 

Texto escrito com carinho para a Luadocéu (Carla). Não me candidato ao repto mas não deixarei passar o tema em branco.

7 comentários

Comentar post