Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

a alma da flor

a alma da flor

" EXISTÊNCIA"

17.04.11 | DyDa/Flordeliz

Fomos brindados com a VIDA

Sem disso termos NOÇÃO

Nascemos sem CONDIÇÃO

Não escolhemos NAÇÃO

 

Criamos nossa IDENTIDADE

Com aquilo que APRENDEMOS

Crescemos, somos PESSOAS

Trabalhamos pelo que TEMOS

Vivemos em COMUNIDADE

Fomos aceitando as REGRAS

Muitas que nunca ENTENDEMOS

Outras cumpridas às CEGAS

 

Toda a nossa EXISTÊNCIA

Foi feita de APRENDIZAGEM

Há quem as tente QUEBRAR

Vivendo de MANDRIAGEM 

 

Hoje falam-nos de CARÊNCIA

Que a culpa foi da CONCORRÊNCIA

Sem admitir a INCOMPETÊNCIA

Fazem apelos de CONTENÇÃO

Ao longe ouvimos gemidos – FOME DE PÃO

 

Precisavam ser corridos à PEDRADA

Descarados provocaram-nos CEGUEIRA

Encheram-nos a barriga de PROMESSAS

Largam-nos com uma mão cheia de NADA

 

Mentirosos e Corruptos

Oportunistas e ladrões

Grandes amigos do alheio

Só com olhos nos milhões

 

Encheram os bolsos e as sacas

Tachos para amigos e parentes

Almoços, festas e jantaradas

Tudo do bom e mais bonito

Deixam ao povo o débito

De ser crente e pouco expedito 

 

Deixem (não roubem) a esperança

Semeada em cada criança

À pátria um amor sem igual

E honra pelo berço Natal

5 comentários

Comentar post