Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

a alma da flor

a alma da flor

Porque vezes...não é para sempre!

08.04.09 | DyDa/Flordeliz

 

 

Às vezes e são vezes demais
As que se perde a razão
Com pensamentos banais
Seguindo na contra-mão
 
E nessas vezes acreditamos
Que podemos enganar oceanos
Planeando viver num só dia
Num mundo de utopia
 
Eis pois, quando o sonho termina
Dando luz ao novo dia
 
E quando a verdade aparece
Ficamos com a certeza
Que mesmo que reste saudade
Nada apaga na realidade
 
A vida que já vivemos!

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.