Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

a alma da flor

a alma da flor

Do azul ao negro da noite!

09.03.09 | DyDa/Flordeliz

Mais uma tarde chega ao fim. Pouco a pouco, o azul celeste do céu transformou-se e deu lugar a um azul-escuro. Há uma ténue claridade da lua que nos vai dando juras de ficar cheia e bela nos próximos dias. É um momento mágico, em que o dia se despe calmamente de cor, e se vai revestindo de negro profundo. Olho atentamente o rio, perscrutando os reflexos do barco tranquilo atracado ao cais, o tremeluzir das luzes que iluminam a ponte, ou a claridade das portadas que ainda não foram cerradas.

Ainda não é Primavera. Arrefece. Ainda não se fazem ouvir os grilos ou as cigarras, mas há fascínio e encanto nas sombras agora já recortadas da cidade que parece longínqua, distante e enigmática.
Deixo-me levar por esta hora mágica, pela sua cor, pelo ar que repentinamente arrefece e me faz estremecer num misto de prazer e vontade de regressar ao “meu cais”, sabendo que amanhã o dia voltará a nascer para, uma vez mais, a noite dar lugar ao nascer do sol, o nascer de um novo dia.
Boa noite…até amanhã!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.