Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

a alma da flor

a alma da flor

Releva a minha falta de sensibilidade

28.03.07 | DyDa/Flordeliz
Coloco na ponta dos dedos a rapidez do meu pensamento, esquecendo que quando falamos a mente não grava por tanto tempo o que dizemos, nem lhe atribuímos tanta importância.
As palavras escritas ficam perpetuadas, podendo ser revistas e marcando milhões de vezes mais.
Há frases que nos deixam felizes.
Outras há, que pelo tema ou forma com que as transmitimos, ferem quem as lê.
Muitas vezes, esquecemos que quem absorve as nossas palavras, não está a ver a expressão, os gestos, o nosso olhar ou o nosso sorriso.
Hoje, perdi a noção de que estava a escrever e fui longe demais, lamento se te feri, lamento se fui além de onde devia, ou podia ter ido.
Tenho pena, de escrever mais rápido que a razão do meu pensamento.
Milhões de vezes lamento ter-te ferido meu amigo.
Rasga as minhas letras, corta-as em pedaços.
Não quero a tua tristeza.
Quero o teu bem-estar.
A tua paz.
 
Boa noite

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.