Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

a alma da flor

a alma da flor

Final de tarde no parque (a dois).

24.10.08 | DyDa/Flordeliz

Finda a agitação da vida activa, atravessada por pequenos passos contínuos e, quem sabe, marcada por contrariedades e pela aspereza do tempo que passa, é ternurento vê-los a esgrimir de forma sadia a vitória de algo tão banal quanto um simples jogo de cartas, num final de tarde soalheiro no parque da cidade.

Nuns dias foram amantes. Noutros amigos. Mas, sobretudo, e ainda hoje, companheiros.

Este quadro fez-me, por momentos, sonhar que também para nós os tempos mudarão, e que bom seria poder puxar o "trunfo" que nos desse a vitória de um dia igual a este...Maior "triunfo" seria ter momentos simples como este.