a alma da flor
29
Nov 11

Como se vão apercebendo as minhas fotos são de momentos do dia-a-dia. Sem premeditação ou grande elaboração de cenários ou modelos.

Quando algo me prende os sentidos e a máquina está à mão - sai o clic.

 

No caso desta fotografia despertou-me o lago, o barco em movimento, a envolvência das árvores pintadas de Outono e a beleza das cores (rosa da menina, azul do menino), mas principalmente a destreza e cumplicidade na condução da pequena embarcação, ora sendo a menina nos remos, ora o menino, numa partilha que me pareceu familiar.

 

Estava tão distraída a acompanhar a cena que não pensei a quem pertenciam as "crias" ou mesmo se o "dono" estaria por perto…

 

Tenho uma norma que tento seguir na escolha das fotos na hora de as publicar – primeiro eu gostar - não expor em demasia a identidade se há pessoas que não conheço (tenho ainda mais cuidado, se tratando, de crianças).

 

Óbvio que os pais não sabiam quem sou e muito menos qual o intuito a que se destinavam as fotos e, como tal, não gostaram da minha audácia - nem um pouquinho.

E foi por isso que o pai dos miúdos, parecendo ser uma pessoa atenta e cuidadosa, se aproximou e, com educação, me alertou e demonstrou o seu desagrado.

 

E se na altura fiquei qual criança a quem lhe retiram um doce da boca, compreendi que o senhor tinha toda a razão e direito de o demonstrar.

Como teve oportunidade de expressar: Nunca sabemos qual o fim a que se destinam as fotos e cada vez mais há que proteger e ter cuidado, basta ver o que se passa com a internet. Devemos proteger cada vez mais os nossos filhos. Até porque não sabemos quem está do “outro lado”.

 

Depois de ver as imagens desse dia, fotos que tirei no Bom Jesus em Braga, escolhi ,entre outras, esta porque como dizia a Manu “parece uma cena de um filme de aventuras", para além de que não retirava a privacidade a nenhuma das crianças, e porque pessoalmente gostei da imagem para ilustrar as palavras que tinha escolhido.

Foi com alguma curiosidade que vi o comentário do Jorge:fui eu o único que reparou que há algo de muito errado na fotografia?”.

 

Lá fui ver de novo se a foto estava torta, manchada, ou algo que me tivesse escapado. Bem perguntei o que pretendia dizer com o comentário, mas não fui feliz - fiquei sem resposta!

 

É por isso que me lembrei de vos pedir ajuda.

 

O que há de errado nesta foto?

 

Podem acabar o filme de aventura da Manu.

Ou simplesmente descobrir o erro que o Jorge encontrou na foto ou no enredo da mesma.

 

{#emotions_dlg.blueflower}

24
Nov 11

 
"O dever de cada um não é apenas amar os outros.
É, sobretudo tornar-se digno de ser amado por todos."
Benedito Carlos G. Salgueiro

 

publicado por DyDa/Flordeliz às 20:19
10
Nov 11

O mundo desabou

Não sei quem o derrubou

O mundo desabou

Não vi quem lhe tocou

 

Senti-o estremecer

Não sei se foi vibração

Ou simples oscilação

Ou mesmo - imaginação

 

O mundo desabou

Ou seria um castelo

Construído de areia

Tal qual - uma brincadeira

 

O mundo não desaba

Desabamos nós

Destrancando sentimentos

Soltando lamentos

Quando estamos sós

 

A raiva contida

As lágrimas salgadas

Não enchem oceanos

Quando muito - molham-se panos

 

O mundo continua

A vida também

Encontros, desencontros

Vão e estão - sempre a acontecer

 

O que a vida nos pede

O que a vida nos dá

É uma lição para aprender

E muito pouco a cobrar

 

Vida perfeita

Só no Walt Disney

E em contos de fadas

Pois dos filmes de cowboys

Já nem aí: se encontram heróis!

03
Nov 11

NÃO AGUENTO MAIS O RAIO DA INFORMAÇÃO

 

Podem opinar: Não ligues a Tv.

E então: Não abro também a internet? Não atendo o telefone? Não oiço as pessoas falarem? Tapo-lhes a boca?

Toda a gente suspira e respira crise.

Toda a gente percebe de economia, finanças e politica.

Até a criançada já mete achas em fogueira.

 

É pá! Calma!

Quero morrer de fome, não de antecipação, por não ter o que comer.

 

Que seca - Mesmo com tempo chuvoso!!!

 

 

E agora que desabafei, vou ali ler se o PAPA... já caiu abaixo da cadeira na Grécia.

Numa hora referenda, na outra pensa se referenda, e a seguir, deixa de referendar...

{#emotions_dlg.evil}

publicado por DyDa/Flordeliz às 17:19
Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Histats.com © 2005-2010 Privacy Policy - Terms Of Use - Powered By Histats
últ. comentários
Sim, muito sinceramente, agora as coisas estão bem...
Não lamentes.Não se perdeu grande coisa.Agora muit...
Lamento que tenhas este blogue abandonado...
É muito mais frequente do que parece este tipo de ...
Olá, bem-vinda.Óbvio que temos de ser cuidadosos. ...
Pois, os acidentes acontecem.BFDS
Nunca ninguém pode dizer que não lhe acontece.Todo...
Totalmente de acordo. Não sou mãe, mas entendo que...
Flor, não quis ser intrometida, mas sabendo que es...
Calma Miilay, não se preocupe eu estou bem. Juro.O...
Amiga, será que se desagregou mesmo???Desejo que a...
Momentos...Agarremos os que são bons, os outros......
Na vida nada é eterno ...Até uma boa música ou um ...
Paciente? Eu de facto vou algumas vezes ao médico....
Amigo, és um paciente.Haja pachorra para aturar as...