a alma da flor
23
Set 10

...mais uma!

publicado por DyDa/Flordeliz às 00:52
17
Set 10

Dei pouca importância às imagens das vestimentas extravagantes de Lady Gaga.  

Sei que gosta de chocar com actos e roupas e que vai influenciando jovens com as suas taras e manias excêntricas.

Não me tinha apercebido do estranho vestido de carne fresca.

Nojo. Causa-me nojo, só em olhar. Quanto mais pensar em usar.

Li agora que já virou moda os desfiles de vestidos de presunto.

GENTE. OH GENTE.

HÁ POR AÍ GENTE A MORRER DE FOME.

E BRINCA-SE COM ALIMENTOS...

APENAS PORQUE SIM?!

 

-“Eu não sou um pedaço de carne” – frase dela

- És quilos de carne. E não é só tua. Também de outros animais. Era bom que alguém mais doido que tu, te deixasse só os ossos – comentário meu

 

Tomara as moscas invadam os roupeiros a carne apodreça e as larvas vos percorram os neurónios (desabafo)

Imagem da internet (eu não fui ao talho)

 

Não gosto. E como diz o meu amigo – PONTO FINAL

 

publicado por DyDa/Flordeliz às 12:08
16
Set 10

 

Gosto imenso de fotografia - Mas não de casamentos.

 

As fotos ficam pomposas e, quanto a mim sem expressão (pelo menos expressão natural).

 

Vai tudo à festa com ar engalanado, roupas esquisitas e cabelos penteados tipo árvore de natal.

Custa-me imenso passar os momentos (horas) antes da cerimónia e controlar o ar de enfado ou mesmo frete.

 

A realização de um casamento é como ir à missa ao Domingo: quem vai a uma é como se tivesse assistido às outras todas. Tirando um apontamento musical, ou uma leitura especial, não há nada de novo.

Depois do “nó” vem a parte em que aguardamos (im) pacientemente que se tirem fotos aos noivos. Agora já não levam um só fotógrafo, são dois e às vezes até três que se vão atropelando ou acotovelando “para apanhar o melhor ângulo”. Um pede para virar para a esquerda, outro para a direita, de perfil, sentados, deitados, a fazer o pino e na posição que o mais fantasioso se lembrar ou para satisfazer as taras que os noivos inventaram para se diferenciarem ao mostrar os seus álbuns relativamente aos seus amigos.

E quando não há mais imaginação e os lamentos e os “ais” dos convidados se começam a fazer ouvir, chega a vez de contribuírem com a sua “figurinha” para a foto. Ora de grupo, ora privada com os noivos.

Não gosto de almoços ou jantares de gala e muito menos das horas perdidas em volta da mesa. São pratos e mais pratos que vão circulando e me vão passando pela frente. Basta-me o cheiro da comida e o olhar sobre as travessas para me fartar e fazer perder o apetite.

Às vezes parece que estão a alimentar alguém que não comeu durante toda a semana anterior, com tamanha fartura e excesso de iguarias.

Detesto as conversas de circunstância com pessoas com quem nunca me tinha cruzado .

 

Portanto: Façam o favor de casar. Ser felizes e esquecer o meu convite.

Obrigada,

 

 

Uma nota à noiva.

Se for redondinha, um vestido do tipo “cai-cai” não a favorece e, no Verão, tente não usar biquíni com alça pois nota-se a marca: E a pele com duas cores não fica nada sexy no registo para a posteridade.

 

 

E agora perguntam:

Será que esta se casou?

Casei, sim!

Será que voltaria a casar de novo?

Claro que não!

E se nunca tivesse casado?

Casava, claro!Todos temos o direito a fantasiar e se possível realizar um sonho, nem que seja para ficar no álbum de memórias.

 

Podem ser boas...ou más as recordações, mas isso é outra estória.

 

 

publicado por DyDa/Flordeliz às 18:55
14
Set 10

Nos últimos dias a minha cabeça tem latejado e até me sinto com falta de equilibrio.

A cama parece que balança numa dança estranha com a minha almofada.

O sentido de humor, esse, tem feito companhia ao meu mau-estar.

 

Antes de desligar o pc e já depois de ter dado cabo da montanha de roupa que acumulei no fim de semana vim ver a caixa de email.

E lá estava a piscar entre outros um email da da minha amiga Sissy

Pensei - não vem aí coisa boa mas, vamos lá abrir para ver o que é que sai?!...

 

Deixo-vos a pérola que encontrei que nada tem a ver com a de John Steinbeck:

 

  "Uma mulher vai de férias a Moçambique e conhece um negro muito bonito.
Os dois começam a conversar.
Surge uma paixão irresistível e os dois acabam por curtir.
Ela pergunta-lhe como se chama, mas ele não diz, alegando que ela se vai rir quando souber.
A paixão prossegue durante 15 dias.
Na véspera do embarque de volta, a mulher insiste para que ele lhe diga como se chama e ele,
finalmente, cede:
– Chamo-me Neve.
A mulher solta uma gargalhada e o negro diz:
– Estás a ver?! És igual às outras, estás a gozar comigo!!!
– Não, não!!! Estou-me a rir é da cara do meu marido...

quando eu lhe disser que apanhei com 20 cm de Neve todos os dias em Moçambique !!!

 
Juro que não fui eu que encontrei "Neve".

Nunca fui a Moçambique e por aqui ainda não neva com este calor.

 

publicado por DyDa/Flordeliz às 01:06
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Histats.com © 2005-2010 Privacy Policy - Terms Of Use - Powered By Histats
últ. comentários
Sim, muito sinceramente, agora as coisas estão bem...
Não lamentes.Não se perdeu grande coisa.Agora muit...
Lamento que tenhas este blogue abandonado...
É muito mais frequente do que parece este tipo de ...
Olá, bem-vinda.Óbvio que temos de ser cuidadosos. ...
Pois, os acidentes acontecem.BFDS
Nunca ninguém pode dizer que não lhe acontece.Todo...
Totalmente de acordo. Não sou mãe, mas entendo que...
Flor, não quis ser intrometida, mas sabendo que es...
Calma Miilay, não se preocupe eu estou bem. Juro.O...
Amiga, será que se desagregou mesmo???Desejo que a...
Momentos...Agarremos os que são bons, os outros......
Na vida nada é eterno ...Até uma boa música ou um ...
Paciente? Eu de facto vou algumas vezes ao médico....
Amigo, és um paciente.Haja pachorra para aturar as...