a alma da flor
26
Jun 09

ACHEI O VIDEO DIFERENTE

OBRIGADA "MIÚDO" POR MO MOSTRARES!

There's a wild wind blowing
Down the corner of my street
Every night there the headlights are glowing
As a cold war coming on the radio I heard
Baby, it's a violent world!

Oh, love, don't let me go!
Won't you take me where the streetlights glow?
I can hear it coming
I can hear the siren sound
Now my feet won't touch the ground.

Time came a-creeping
Oh, and time's a loaded gun
Every road is a ray of light
It goes oooooonnnn…
Time only can lead you on
Still it's such a beautiful night

Oh, love, don't let me go!
Won't you take me where the streetlights glow?
I can hear it coming
Like a serenade of sound
Now my feet won't touch the ground.

Gravity, release me
And don't ever hold me down,
Now my feet won't touch the ground.
 

BOM FIM-DE-SEMANA

publicado por DyDa/Flordeliz às 18:26
23
Jun 09

 Hoje fico à janela
 
Observo o rapaz que percorre a rua acelerado
O homem que leva esquecido o cigarro pendurado
A jovem que caminha com olhar enamorado
O velho que segue distinto carregando a vida em segredo
 
Hoje fico à janela
 
Enquanto a confiança enche o rosto da criança
O desânimo taciturno carrega o peso do mundo
Circula ainda a alegria alimentando a esperança
E vai lutando a vontade para derrotar o cansaço
 
Hoje fico à janela
 
Vejo os outros a passar
Vejo a sombra doutras vidas
 
Hoje fico à janela
Talvez, amanhã eu vá caminhar!...
publicado por DyDa/Flordeliz às 02:47
16
Jun 09

 

                                                                    Imagem retirada da internet

 

Para ficar aprumada
Trajei fato domingueiro
Passei pelo cabeleireiro
Fui à comunhão da afilhada
 
Dizem que aqui a catraia
Ficou com boa aparência
Em cima das agulhas do sapato
Cresceu mais um bom bocado
 
Mas o que quero contar
Em nada vem afectar
Entre aguentar e sofrer
Duas horas e meia sem gemer
 
Foi quando a cerimónia terminou
Que alguém se aproximou
Segredando com cuidado
A festa ...já terminou
 
Não há mais jantarada
De noite o caldo entornou
Ficando tudo às avessas
Não havendo mais travessas
Que o pudessem consertar
 
Com esta despedida à “français”
E a carteira mais murcha
Almocei com os meus pais
Para não fazer figura de ursa
 
Isto de ser madrinha
E ter uma família de loucos
Não é coisa que se adivinha
E deve acontecer a poucos
 
Haja paz, haja saúde, porque juízo... há muito que ele escasseia por estas bandas.

 

publicado por DyDa/Flordeliz às 09:30
sinto-me: a satirizar
15
Jun 09

Quem precisa de tamanho?

Quem precisa de lantejoulas?

Quem precisa de ser rei?

Para brilhar na noite de Sto. António?!...

 

Uma miniatura de sorriso natural e feliz - LINDOOOOO

publicado por DyDa/Flordeliz às 00:50
10
Jun 09

  

"Oh! Que famintos beijos na floresta,
E que mimoso choro que soava!
Que afagos
tam suaves, que ira honesta,
Que em risinhos alegres se tornava!
O que mais passam na manhã e na sesta,
Que Vénus com prazeres inflamava,
Melhor é exprimentá-lo que julgá-lo;
Mas julgue-o quem não pode exprimentá-lo."

 

Luis de Camões (Canto IX - Lusíadas)

publicado por DyDa/Flordeliz às 23:22
10
Jun 09

 

 

Rimos todos com desdém
Deste silêncio obsceno
Deste cenário moribundo
Rimos todos do mundo
Ou da cara de alguém
 
Eu rio de ti
Tu vais rir de mim
E talvez assim... ele ria também!
publicado por DyDa/Flordeliz às 01:20
sinto-me: ????
08
Jun 09

 

EU SEI QUE É SEGUNDA ...

E TENHO DE TRABALHAR...

MAS QUE BEM QUE ME SABIA...

NÃO TER DE ME LEVANTAR

 

FICAR BEM ACONCHEGADA

NUMA CAMA BEM FOFINHA

OUVIR QUE CHOVE LÁ FORA

FICAR NA CAMA QUENTINHA

 

QUE NINGUÉM FIZESSE BARULHO

DE SAPATOS A BATER

MUITO MENOS ACORDAR

COM O TELEFONE A TREMER

 

BÁH...DEIXA-TE DE MOLENGUICE...ACORDA E...TRABALHA!

publicado por DyDa/Flordeliz às 11:31
07
Jun 09

 

Um lamento não é pensamento
Que agarre a razão.
Um lamento não é sentimento
Que acalme o coração.
Um lamento não vira a monotonia
Em meiga e doce alegria.

Vai, corre, salta, grita...
Perde-te nas horas, esquece a razão
E quando cansado te sentires fraquejar
Verás que não te arrependes porque estiveste a lutar

E da monotonia em que se tornou…
Da vida parada já nada restou!
 

 

publicado por DyDa/Flordeliz às 11:31
07
Jun 09

 

Deixa que outros também possam falar
E não tentes descobrir o que querem dizer
Deixa que eu também possa argumentar
Não é um direito que me devas tirar
 
E se calo o meu grito
Nunca vais compreender
O que tentava dizer
O que estava a sentir…
 
E se não concordares
Podemos conversar
Mas não é por me calares
Que deixo de pensar...

 

De ideias e vontades eu nunca casei
Não devo promessas
Porque nunca as assinei…

 
Vou lutar por elas enquanto puder
A vontade prevaleça
Ou enquanto eu quiser!


Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
17
18
19
20
21
22
24
25
27
28
29
30
subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Histats.com © 2005-2010 Privacy Policy - Terms Of Use - Powered By Histats
últ. comentários
Sim, muito sinceramente, agora as coisas estão bem...
Não lamentes.Não se perdeu grande coisa.Agora muit...
Lamento que tenhas este blogue abandonado...
É muito mais frequente do que parece este tipo de ...
Olá, bem-vinda.Óbvio que temos de ser cuidadosos. ...
Pois, os acidentes acontecem.BFDS
Nunca ninguém pode dizer que não lhe acontece.Todo...
Totalmente de acordo. Não sou mãe, mas entendo que...
Flor, não quis ser intrometida, mas sabendo que es...
Calma Miilay, não se preocupe eu estou bem. Juro.O...
Amiga, será que se desagregou mesmo???Desejo que a...
Momentos...Agarremos os que são bons, os outros......
Na vida nada é eterno ...Até uma boa música ou um ...
Paciente? Eu de facto vou algumas vezes ao médico....
Amigo, és um paciente.Haja pachorra para aturar as...