a alma da flor
29
Jul 08

 

José Rodrigues dos Santos hoje no final do telejornal dizia:
“Um conhecido apresentador do telejornal da televisão sueca gerou grande controvérsia no país. Tudo porque Rikard Palm regressou de férias com bigode.”
Segundo a notícia o público reagiu em fúria e os telespectadores congestionaram os telefones da cadeia de televisão reclamando com o bigode. Volvida apenas hora e meia o apresentador aparecia de novo frente às câmaras já sem o bigode.
Tendo sido questionado sobre o motivo que o levou a deixar crescer bigode, Rikard Palm esclareceu que: a mulher lhe havia dito que ficava mais bonito!
A notícia toma uma forma ainda mais caricata com o comentário final de José Rodrigues dos Santos:
“- Espero que não me peçam para cortar as orelhas”
Se eu fosse o jornalista Fernando Pessa diria: "E  ESTA HEIN?..."
Como não sou, digo: José tu gostaste da parte "ficava mais bonito", meu malandreco!
publicado por DyDa/Flordeliz às 22:49
sinto-me:
29
Jul 08

 

"Noticia Sol
Caso Esmeralda
Sargento Luís Gomes dá autógrafos em feira de enchidos"
 
Afinal quem tem razão? Quem?!
 
Vou acompanhando o que a comunicação social "desinteressadamente" vai passando para a opinião pública.
 
Depois de histórias contadas, recontadas e com direito a protagonismo das várias partes,  o assunto "Esmeralda", continua sem fim à vista. Continuamos a assistir a folhetins novelescos de abertura de telejornais do tipo:
»Esmeralda fica com pai adoptivo.
»Esmeralda vai ser entregue ao pai biológico.
»Mãe diz que...
»Vai ser analisado o caso de novo.
»Médicos aconselham  prudência...
»Tribunal decidiu...Afinal cancelou decisão!
»Dia marcado para a visita de... Afinal ninguém compareceu!
 
- Onde anda o bom senso?
 
Livros; Autógrafos; Recolha de assinaturas; Debates!...
 
E quem não tem dinheiro ou capacidade para este mediatismo? Não haverá outras "Esmeraldas" por ai?
 
Não defendo nenhuma das partes, não conheço as leis, quem tem direito a quê ou a quem?!
 
Defendo a verdade e o amor que uma criança merece para ser feliz e crescer em harmonia.
Se para isso os adultos tiverem de padecer e sofrer pelos erros que cometeram: 
 - Paguem de uma vez!
 
Na vida há que saber perder quando amamos de verdade.
 
 
Lembremos a sentença de Salomão:
 
"Duas mulheres que se apresentam junto do Rei Salomão disputando a guarda de uma criança. Cada uma alegava ser a mãe da criança, uma acusando a outra de o ter roubado e trocado pelo filho morto. O Rei Salomão, justo e sábio, dá como sentença que se corte a criança ao meio e se entregue cada metade a uma das mães. Perante o facto, a mãe verdadeira pede vivamente ao Rei que não mate a criança e a entregue à outra mulher. O Rei perante a demonstração de amor materno compreendeu quem era a verdadeira mãe e ordena a entrega da criança à mulher que a cedera."  
 
publicado por DyDa/Flordeliz às 18:20
sinto-me: Não sinto!
27
Jul 08

 "As Cataratas do Iguaçu são constituídas por cerca de 270 (saltos) quedas de água (dependendo do nível das águas), de alturas até aos 80 metros, que se estendem por quase três quilómetros ao longo de uma gigantesca falha aberta no planalto, há três milhões de anos. A descarga das águas é de, aproximadamente, cinco mil metros cúbicos por segundo. O Rio Iguaçu nasce em Curitiba e percorre 1320 quilómetros até se precipitar nas cataratas e ir de encontro ao Rio Paraná, que nasce da fusão dos rios Grande e Paranaíba, na fronteira dos estados de Minas Gerais, S. Paulo e Mato Grosso do Sul."
 

Sinto-me como o rio quando a água desaparece:  Seca!  

Vários são os saltos... mas todos estão vazios. Não há água, espuma e vida para os fazer correr.

Não há arco-íris e o Sol teima em não aparecer. As paredes que revestem o meu coração ficarem feias e negras.

Preciso de água, preciso de chuva, preciso de Sol. Preciso que, o pequeno fio de água que me resta, não deixe de correr e que aos poucos, se transforme em rio, inundando-me, e fortalecendo-me para que eu consiga viver.

Estou cansada desta repentina melancolia, que se instalou e se apoderou de mim. Vencendo-me! Derrubando-me! Deixando-me frágil e sem vontade de nada fazer, nada querer.

Estou triste!  Sentindo-me cada vez mais triste por saber que o estou! 

 

 

publicado por DyDa/Flordeliz às 23:25
21
Jul 08

Encontrei este Caracolito junto à praia.

 

Fica a minha sincera homenagem a vocês, porque fizeram parte do meu pensamento de hoje, quando fazia um "clic" a este minúsculo animal.

 

 Jorge: Esta semana "tadito" andou de casa às costas merece um mimo.

Leuviah: Uma caracolinha "fofinha" e solitária merece uma ternura.

Mia: É a casa do seu "mini(dela)" merece uma força extra.

 

Azul - Porque combina bem com o Jorge e é masculino

Rosa - Porque é cor de menina delicada e feminina

Verde: - Cor de esperança, felicidade e de alguém que sabe o que quer

 

Se não gostarem das cores aceito reclamações 

publicado por DyDa/Flordeliz às 01:55
sinto-me: tonta
20
Jul 08

 
Se não me desses tanto mimo não sentia tanta saudade. 
Patife pequenino a culpa é tua.
Amo-te, e é bom amar-te, sabe tão bem...
Que esta semana acabe rápido!
publicado por DyDa/Flordeliz às 02:00
sinto-me: mãe triste e preocupada
18
Jul 08

Hoje à hora do almoço o meu miúdo parecia um Papagaio. De manhã tinha feito o último exame. Sentia-se livre que nem passarinho.

 

Em pé de conversa, comunicou: De tarde vou ver os avós (maternos).Fiquei a sorrir de orelha a orelha mas só para mim não vá o pai ver.
E lá foi o rapaz todo contente!
Passados alguns minutos, sinto umas tremuras no bolso e atendo o telefone onde via a sua cara ”laroca” e oiço:
- Olha mãe tive um acidente! Não sei o que fazer?!
Ups…
 "Flor" mantém a calma, o teu filho precisa de ti.
- Que aconteceu? Onde estás? Está alguém ferido?
- Não mãe! Um Senhor idoso esqueceu-se de travar e deu-me cabo da traseira. Acho que o carro não anda pois faz barulho.
Estou em “xpto”, se pudesses cá passar, é que eu não sei como tratar do assunto da “papelada”!
Pronto são só 19 aninhos e eu também ficaria nervosa, mas na escola de condução, deviam ensinar aos meninos, que não é só pegar no carro, meter gasolina e carregar no pedal.
- Há acidentes! Furos! E outros contratempos!
Primeiro: Largar o meu trabalho (azar).
Segundo: Enfrentar o Sol do Verão (sou flor de estufa).
Quando cheguei ao local, o calor estava insuportável. O Senhor era mesmo idoso (lento). Ia pegar ao carro dele um documento de cada vez. O Sol a queimar, as costas a escorrer, o homem a lamentar-se da sorte pois tinha batido há poucos dias, e tinha medo de participar ao seguro.
 A cabeça a arder, as pernas a arder, os braços a arder. À volta nem um ramo de uma planta para fazer sombra, nada!
- Que situação!
Eu “tenho pena” mas preciso do carro para trabalhar! Há que arrumar o assunto ou morro que nem frango no espeto. (Por falar em frangos o senhor tinha mesmo frangos na bagageira, não tive coragem de perguntar se vivos ou mortos!!)
Ufa!!!Ufa!!!Ufa!!!
Minha rica casinha que eu estava tão fresquinha e ia morrendo sem ter participado no acidente!
Dizem que: “Quem tem filhos tem cadilhos”
No entanto: “Quem não tem, cadilhos tem”
Mãe sofre... E pai também!
Ainda bem que ninguém se magoou, o resto...o resto é chapa e essa ainda tem cura!
publicado por DyDa/Flordeliz às 02:59
17
Jul 08

 

Gostei da imagem que se encontra no Norte-Shopping e tirei a foto.

 
Fui à procura de alguma informação sobre a "ROSA DOS VENTOS" e encontrei aqui: http://www.hidrografico.pt/rosa-dos-ventos.php
 
Achei interessante a coincidência porque sou do Norte e porque adoptei o mesmo nome:
 
....."O norte destas «rosas» era representado por uma «flor de liz», símbolo empregado pelos portugueses e que depois se universalizou." ....
Achei graça à sintonia (não deixando de ser mero acaso!.)

 

publicado por DyDa/Flordeliz às 02:19
15
Jul 08

Antes de dormir, gosto de observar a noite. Abro a porta de mansinho e saio à rua por uns instantes.

Tudo é tranquilidade, calma e paz. Só quebrada, pelos ruídos e sons vindos da escuridão.
- Não sinto medo!
Sobre a minha cabeça a Lua enfeita o céu, tornando-o enigmático, belo e imenso.
Gosto desta brisa de Verão, que me toca os cabelos e mima a minha pele, numa doce carícia de prazer e relaxamento.
Entro e dou por terminado o dia, sentindo-me mais feliz. Uma vez mais, recebi a bênção da Lua, que me presenteou com um:
 - Boa noite “flor” até amanhã!
A flor responde:
Até já amiga, boa noite!
 
 
publicado por DyDa/Flordeliz às 02:28
tags:
12
Jul 08

recebido por email

 

Desconheço a data desta  carta "brincadeira". Acredito, que com os tempos difíceis que correm, não tarda nada muitos de nós, terá de adoptar esta forma peculiar de usar a "caixinha"!

publicado por DyDa/Flordeliz às 15:21
sinto-me: atenta
11
Jul 08

 

 

publicado por DyDa/Flordeliz às 17:00
11
Jul 08

Eis o texto de um anúncio da Comissão Municipal de Turismo de Santo Tirso, publicado em 1967:

"Em Santo Tirso, cada lugar é um jardim e uma janela aberta sobre bela e verdejante paisagem, de recorte minhoto."

 

- É um anúncio! Mas esquecendo todas as carências e dificuldades da zona, é na verdade um recanto muito bonito!

 

Hoje é dia de S. Bento, ou seja: feriado Municipal.

Há festa, há animação, há fogo de artifício (pena que não ligo!).

Deve ser tipo: "Santos da casa não fazem milagres!"

 

Se é dia de Santo mostro a sua Igreja. É um belo mosteiro.

publicado por DyDa/Flordeliz às 16:39
sinto-me: chata
10
Jul 08

No que toca ao problema do racismo, o nosso país não é diferente de todos os outros e também está longe de o ter resolvido.

Na verdade ele existe e está presente. Manifesta-se, especialmente, no acesso à habitação e ao mercado de trabalho. E, também não é menos verdade que são discriminados em relação aos cidadãos “locais” a nível salarial, sendo a oferta de salários inferior e, em muitos casos, injustamente não equivalente às funções desempenhadas ou às suas qualificações.
O preconceito em relação aos deficientes e à sua inclusão no mercado de trabalho é outro problema a combater, sendo, que para tal, a vontade de mudar tem de partir, necessariamente de cada um de nós.
Tento respeitar as diferenças, hábitos, crenças e formas diferentes de estar ou encarar a vida. O que não significa que não me custe aceitar o facilitismo, a tentativa de extorsão ou a venda de “serviços pessoais” para alcançar o enriquecimento rápido sem olhar a meios para atingir os objectivos propostos. Mas uma coisa é discriminação nas oportunidades e outras muito diferentes são as ilegalidades.
O meu pai foi emigrante na Alemanha e na França. Também ele sentiu a discriminação das oportunidades e das diferenças de salário. Mas viveu do seu trabalho e do seu suor e não de golpes ou de chantagens com os familiares dos naturais do local para onde foi trabalhar e viver.
Comentar a forma de estar na vida de alguns estrangeiros no caso (“algumas” jovens mulheres brasileiras, mas que poderia ser de outra nacionalidade) não me parece que possa ser apelidado de racismo nem de xenofobismo. Pois, tratando-se de uma portuguesa, abordo o assunto da mesma maneira! A questão não é serem estrangeiros, mas sim o que fazem para ganhar dinheiro.
Mas tem de haver assuntos “tabus” que não podem ser abordados quando se fala de estrangeiros?
Por muito que se sintam melindrados, o facto é que se trata de algo proibido quer para estrangeiros, quer para naturais. O que sucede é que, por experiência própria, apercebi-me que são estes que estão, genericamente, mais abertos à prostituição.
Não conheço muitos imigrantes na minha zona. Sei que há, mas simplesmente não convivem muito connosco e fecham-se nas suas comunidades. Dou o exemplo dos ciganos, chineses ou ucranianos. Já os brasileiros são diferentes e participam de forma mais activa nas actividades da comunidade, sendo muito acarinhados.
Agora, continuo a perguntar porque fiquei baralhada: Onde está a parte em que sou racista? É por ter conhecimento de algumas situações que fui obrigada a pactuar e com as quais não concordo?
Só os portugueses é que são racistas?
Era bom que fosse, pois o mundo andaria de muito boa “saúde”!
publicado por DyDa/Flordeliz às 01:51
sinto-me: tentando ver onde errei
09
Jul 08

Uma homenagem às Avós Alentejanas

 

Adorei a foto e a postura das senhoras (lindas!)

publicado por DyDa/Flordeliz às 16:54
sinto-me: A viajar sentada
08
Jul 08

 

Só mesmo os Alentejanos para se lembrarem de um nome assim!

 

Eu bem tento

Eu bem queria

Mas...

Estou a modos que "furibunda"

 

Não é bem irritada mas para lá caminha em paços largos.

 

Nada que uns exercícios de relaxamento e respiração funda não ajudem a solucionar:

Um...

Dois...

Três...

Respirar

Um...

Dois...

Três...

Respirar

publicado por DyDa/Flordeliz às 16:46
sinto-me: tentando
07
Jul 08

Imagem telemóvel

Porque o que é bonito alegra o olhar.  

 

Azenha do Mar na freguesia S. Teotónio no concelho de Odemira - Baixo Alentejo

 

publicado por DyDa/Flordeliz às 17:42
sinto-me: de férias sem sair de casa
Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
16
19
22
23
24
25
26
28
30
31
subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Histats.com © 2005-2010 Privacy Policy - Terms Of Use - Powered By Histats
últ. comentários
Sim, muito sinceramente, agora as coisas estão bem...
Não lamentes.Não se perdeu grande coisa.Agora muit...
Lamento que tenhas este blogue abandonado...
É muito mais frequente do que parece este tipo de ...
Olá, bem-vinda.Óbvio que temos de ser cuidadosos. ...
Pois, os acidentes acontecem.BFDS
Nunca ninguém pode dizer que não lhe acontece.Todo...
Totalmente de acordo. Não sou mãe, mas entendo que...
Flor, não quis ser intrometida, mas sabendo que es...
Calma Miilay, não se preocupe eu estou bem. Juro.O...
Amiga, será que se desagregou mesmo???Desejo que a...
Momentos...Agarremos os que são bons, os outros......
Na vida nada é eterno ...Até uma boa música ou um ...
Paciente? Eu de facto vou algumas vezes ao médico....
Amigo, és um paciente.Haja pachorra para aturar as...