a alma da flor
31
Mai 08

O meu pai sempre foi um bom contador de histórias.

Hoje estávamos em amena cavaqueira quando nos contava a visita que momentos antes havia feito a casa de meu tio (seu irmão), que vive na mesma rua, numa casinha perto da dele, gastando um pouco de tempo enquanto a minha mãe ultimava o jantar.
Segundo ele, o meu tio fazia uma sopa (é viúvo) para o jantar, com a intenção da mesma sobrar para o dia seguinte, ao que o meu pai, a talho de foice, lhe disse que na idade deles já não havia necessidade de comerem grandes quantidades e que com pouco se satisfaziam. O meu tio nesse momento olhou para ele com um ar malicioso e respondeu:
- É, é! Olha o outro…
Como o meu pai não percebeu de imediato o sentido da brincadeira, o meu tio relembrou-o do que havia acontecido há muitos anos à galinha pertença do amigo Mário.
A GALINHA CHOCA
Mário, um amigo do meu pai, contou-lhe que, pouco depois de casar uma das suas galinhas havia ficado choca. Ora, na época, isso significava a possibilidade de aumentar o número de bicos no galinheiro e um pouco mais de fartura à mesa.
Felizes, homem e mulher prepararam um confortável ninho, proporcionaram-lhe uma bela refeição de milho, puseram-lhe os ovos debaixo e taparam a “choca” com um cesto, deixando uma razoável quantidade de milho à volta do mesmo.
Todos os dias Mário tinha por hábito fazer uma visita ao galinheiro e verificava feliz, que a galinha estava a ser bem alimentada e ainda sobejava milho à volta do cesto, sinal de que a mulher tratava da bela chocadeira com zelo.
E assim foram passando os dias até perfazerem as “tais” três semanas.
Por essa altura, Mário estranhou não ouvir qualquer movimento da galinha ou dos pintos e comentou com a mulher, mostrando-se ela também admirada, pois todos os dias também lá passava e verificava como o marido a alimentava bem.
Mário admirado, perguntou-lhe já meio aflito:  “Se não és tu quem dá de comer à galinha e ela tem todos os dias à volta do cesto imenso milho, então quem é? !”
Ela respondeu que como via o cesto com o resto do milho pensava que era ele que a alimentava.
Os dois, aflitos, correram ao galinheiro, levantaram o cesto e verificaram que afinal a pobre galinha apenas comeu no dia em que lá foi colocada, e o milho era o mesmo que havia sobrado dessa refeição.
Mário “botou as mãos à galinha e o animal planou no ar, pois só lhe restavam as penas.
 
Moral da história:
Com a idade não é preciso comer muito, mas continua a ser preciso comer!

 

publicado por DyDa/Flordeliz às 19:35
sinto-me:
30
Mai 08

 

Somewhere over the rainbow
Way up high,
There's a land that I heard of
Once in a lullaby.
Somewhere over the rainbow
Skies are blue,
And the dreams that you dare to dream
Really do come true.
Someday I'll wish upon a star
And wake up where the clouds are far
Behind me.
Where troubles melt like lemon drops
Away above the chimney tops
That's where you'll find me.
Somewhere over the rainbow
Bluebirds fly.
Birds fly over the rainbow.
Why then, oh why can't I?
If happy little bluebirds fly
Beyond the rainbow
Why, oh why can't I?
 
Que o fim-de-semana seja luminoso como as cores de um belo arco-íris
publicado por DyDa/Flordeliz às 11:28
música: Israel Kamakawiwo´ole
30
Mai 08

 

 

 

"Feeling Alive - Gomo"

 

 

I'M LIVING A LIE, I'M GETTING YOU DOWN, FEELING THE SAME,

I WANNA GET ‘ROUND,

TO LOVING AGAIN, SEEING A LIGHT, STOKING A FLAME

I WANNA GO DOWN

 

I WISH I COULD FLY, I WISH I COULD DIE, FOR A MOMENT IN TIME

I WANNA GO BACK,

I'M LOVING AGAIN, I'M FEELING SO HIGH, I WANT THE SAME

I WANNA GO BACK

 

HEY I'M FEELING ALIVE, I WAS LOADED AS DICE,

SWEET AND STICKY INSIDE, I'M FEELING LOVE

SPLIT THE NIGHT LONG THE SEAM, BREAK THE DAY WITH A SCREAM

POURING GAS ON A FIRE, INSIDE OF ME

‘CAUSE I KNOW, I´VE BEEN BAD AND I'M SLOW

AND I'M BEATING MY HEAD ON THE FLOOR, NOW I KNOW

 

I WANNA LET YOU GO, AGAIN (2X), COME ON

 

WANNA DIVE IN THE OCEAN WHEN I'M FEELING IMPURE

WANNA GET IT WITH YOU, JUST ONCE MORE

SPLIT THE NIGHT LONG THE SEAM, BREAK THE DAY WITH A SCREAM

POURING GAS ON A FIRE, INSIDE OF ME

 

-----------REFRAO------------

 

AND YOU GIVE ME SO MUCH, THAT I DON'T HAVE TO SEARCH

I'M FEELING SO FINE, BECAUSE I LOVE YOU

WE LAY DOWN ON THE FLOOR AND YOU BEG ME FOR MORE

SO I SCREAM THAT I LOVE YOU, ‘CAUSE I REALLY DO

 

----------REFRAO------------

 

I KNOW WHAT I WANT, I KNOW WHAT I NEED,

I KNOW THAT I NEED, EVERYTHING YOU CAN GIVE

AND YOU GIVE ME SO MUCH, THAT I DON'T HAVE TO SEARCH

I'M FEELING SO FINE, BECAUSE I LOVE YOU

 

Agora vou ali nanar um bocadinho e daqui a pouco já é manhã!

 

publicado por DyDa/Flordeliz às 00:52
sinto-me:
música: Feeling Alive - Gomo
29
Mai 08

"Radares avariados por falta de manutenção

Muitos dos radares fotográficos da Brigada de Trânsito da GNR, espalhados por todo o país, estão sem funcionar há mais de um mês, avança a edição de hoje do jornal Público. O contrato entre a GNR e a empresa encarregue da manutenção dos aparelhos caducou e por isso não foram feitas as reparações necessárias " (Noticia SOL)

 

 

Imagem retirada da internet

 

 

 

 

Não sei que nome chamar à minha sina: Sorte?Ou azar!

Comigo estes radares funcionam sempre e muito bem.

Até já pensei no motivo: Serei fotogénica?... Ou será a viatura?!

Talvez, eu não saiba escolher os pontos de passagem onde os radares se encontram  avariados (distraídos).

Confesso: Para quem tem pé de sereia (34) carrega no pedal que nem baleia.

Mas eu tento, juro que tento! Porém é dificil na auto-estrada puxar o carro para trás para não ultrapassar os 120km/h.

 

 

 

 

 
publicado por DyDa/Flordeliz às 12:43
sinto-me: sorrir
29
Mai 08

 

Apenas porque me lembrei de ti.

publicado por DyDa/Flordeliz às 02:38
sinto-me: saudade
tags:
27
Mai 08

«São-nos pedidas seis palavras para uma “muito curta” biografia (há quem opte por um conceito) e podemos dar-lhes ênfase com uma imagem. Devemos colocar um link para quem nos desafiou e por nossa vez desafiar cinco blogues, avisando-os deste mesmo convite “à valsa”.»

 

Falar de nós é tarefa que considero ingrata.

 

  • Ou podemos parecer exageradamente modestos
  • Ou caimos na tentação de nos valorizar em demasia

 

No entanto eu sei que pelo menos na terra dos "SSSSSS" estes encaixam na minha personalidade até porque estão mais que testados.

 

 

 Simples; Sincera; Sociável; Sensata; Sensível e Saudosa

 

 

 

  

 

 

 

publicado por DyDa/Flordeliz às 22:22
sinto-me: desafiada
26
Mai 08

 

Assistia-mos à transmissão da Gala Especial do programa de “Dança Comigo – Por uma Boa Causa”cujas receitas revertiam a favor da investigação na luta contra o cancro dos IPO´s, Lisboa, Porto e Coimbra.

 

 

 

No final do jantar estava eu a arrumar a loiça um pouco distraída enquanto o meu marido me ia ajudando a limpar a mesa.
Não me apercebi que saiu da cozinha “talvez para levar o lixo?!” e ao entrar disse com voz séria e grave.
- Recebi agora uma chamada do Pedro!
Eu olhei para ele à espera do motivo para o meu vizinho Pedro (um jovem) estar a ligar para ele quando vive na casa mesmo ao lado da nossa.
- Avisou-me que ia chover!
- Queres que te apanhe a roupa?
Fiquei a olhar para ele com um ar confuso.
- O Pedro ligou-te para dizer que ia chover? O nosso vizinho Pedro ligou-te?
Ele ignorou a minha pergunta e continuou:
- Quando fui lá fora “ELE” ele avisou (passando a mão pela cabeça) acho melhor mesmo guardar a roupa!
E voltou a sair da cozinha como se fosse a coisa mais natural.
O meu filho ouviu a conversa olhou para mim e desatamos os dois à gargalhada.
O que ele queria dizer é que o S. Pedro lhe enviou um aviso porque lhe molhou a cabeça com umas pingas.
Este homem às vezes, dá-nos um nó ao cérebro... ARRE!!!
Ainda me rio sózinha pois conseguiu fazer de nós tontinhos sem se descair na brincadeira.
 

UM SORRISO

 

 

Um sorriso não custa nada
e produz muito.
Enriquece quem o recebe
sem emprobrecer quem o dá.
Ninguém é tão rico
que não precise dele
e ninguém é tão pobre
que não o possa oferecer.
Um sorrriso
dá repouso ao cansaço
 e ao desânimo,
renova a coragem,
e é consolação da tristeza.
Ninguém necessita mais
de um sorriso
do que aquele
que não sabe sorrir.
(Não é de minha autoria - O SORRISO)
publicado por DyDa/Flordeliz às 00:40
sinto-me:
23
Mai 08

 

 

 

Não tendo a possibilidade de te dar os  PARABÉNS pessoalmente deixo-o aqui neste meu cantinho.

Emocionei-me ao ouvir-te cantar (pela voz) e porque me identifiquei com o meu PAÍS e as nossas músicas.

GOSTEI e isso para mim chega!

OBRIGADA

publicado por DyDa/Flordeliz às 12:34
sinto-me: vontade de agradecer
tags:
22
Mai 08

O que se deve fazer quando o dia desperta chuvoso, farrusco e tristonho?!

- Dormir? Sair? Conversar? Discutir? Ir às compras?
Martela-me um aviso das mensagens recebidas ao longo da semana no email, no telemóvel, nas noticias dos telejornais, na leitura de blogs: Fazer boicote à compra de combustível, consumir menos, poupar!
Não me apetece ficar em casa, mas não vou caminhar na rua à chuva!
- Possas, possas e possas!
Afinal é feriado para quê? Sim para quê? Ir à missa?...Não vou! (é dia do corpo de DEUS, logo não do meu!)
Portanto só me resta…TRABALHAR para não ficar ainda com mais tédio!
- Dia igual a tantos outros ARRE estou IRRITADAAAAAAAA
Calma! Hoje não "borrei" a pintura a chorar.
Na verdade não havia pintura para estragar porque não pintei os olhos!  
publicado por DyDa/Flordeliz às 16:31
sinto-me: chateada ou aborrecida
21
Mai 08

Nada como uma massagem no final do dia.

 

publicado por DyDa/Flordeliz às 15:48
21
Mai 08

 

Respondendo ao desafio da minha amiga: 
http://historiasdacarochinha.blogs.sapo.pt/
Memória de seis palavras escolho esta frase:
- Mulher guerreira em convicções, ideais, sonhos e desejos!
Era uma vez um pingo de água que se multiplicou e deu lugar a duas pequenas gotinhas. As duas eram tão belas como o reflexo do sol quando brinca com as gotas do orvalho.
Uma foi presenteada com as cores do azul do céu e a calma das nuvens em ameno dia de Primavera. A outra foi colorida com os tons verde do mar e a rebeldia das ondas e marés.
Uma tímida e delicada. Outra forte e obstinada.
Estas duas almas gémeas foram percorrendo o mesmo caminho, sempre de mão bem agarrada amparando-se uma na outra, protegendo-se, sem que as suas cores se confundissem ou ficassem descoloridas.
Ao fim de dezoito anos:
Uma continua como o céu da Primavera, calma e tranquila. E a outra, verde como o mar misterioso, revolto e inquieto.
Se a primeira me encanta pela tranquila e serena sabedoria que encontrou.
A segunda fascina-me pela garra, pela luta, pela força com que abraça os seus ideais até atingir os objectivos em que acredita.
 
O Poema que aqui deixo é da minha gota “rebelde” verde água
 
"Sim, renuncio!
A objecção não satisfaz!
O teu sentir por ti respira
E o meu corpo peregrinamente desespera
O teu regresso sempre audaz...
 
A tua chama sempre capaz
Meu incontestável cadáver lateja,
Minha austera autoridade exaspera
Homens e armas no único campo que batalharás!
 
Impiedosos sacrilégios que em mim ressuscitas!
Liberdade ao brado capital!
(Quase animal…)
Oh, tomara ser bastião para jesuítas!
 
Sim renuncio!
Não fosse o Céu uma ilusão!
Não fosse política, democracia!
Não fosses tu caverna fria!
Sim renuncio!
Não fosse a vida uma prisão!"
 
Que as duas: sejam felizes!
 
 
 Sintam-se convidados e metam mão ao desafio!
 
 
 
 

 

 

publicado por DyDa/Flordeliz às 02:08
sinto-me: pensativa
20
Mai 08

 

Todos sabemos que o homem bebe (nada tenho com isso!) .

Mas achei degradante ver Jorge Palma a ser arrastado de um palco onde apenas deveria ser aplaudido e homenageado pelo seu trabalho como cantor e não por estar a fazer "figuras tristes".

Lamento que o Herman um humorista use e abuse deste tipo de situação.

Pegar numa pessoa bêbada às cavalitas num palco? Haja paciência!

Arrastá-la do palco enquanto tentava falar é... não sei que nome lhe chamar!

Excesso? Talvez!

E eu ri-me (só podia pelo espectáculo infeliz) mas decididamente não gostei! 

 

 

publicado por DyDa/Flordeliz às 01:19
sinto-me: não gostei nada mesmo
20
Mai 08

Encontrei um malmequer

Ao pé da pequena flor

As duas ao pé da estrada

Mas diferentes em cor

 

LINDAS!

 

 

 

 

 

publicado por DyDa/Flordeliz às 00:42
19
Mai 08

 

"As ondas quebravam uma a uma
Eu estava só com a areia e com a espuma
Do mar que cantava só para mim. "
Sophia de Mello Breyner Andresen
 
Eu vi:
As ondas estender-se pela praia
A espuma espalhar-se pela areia 
O vento unir-se à voz do mar
Mas não era para mim
 
Porque: 
As coisas boas
As coisas belas
Não são minhas
Não são tuas
São de quem
As consegue ouvir
As consegue partilhar
Um abraço para ti

 

publicado por DyDa/Flordeliz às 00:19
sinto-me: saudades
18
Mai 08

 

 

 

 

Que este dia seja Bom!

publicado por DyDa/Flordeliz às 00:42
Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
15
17
24
25
28
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Histats.com © 2005-2010 Privacy Policy - Terms Of Use - Powered By Histats
últ. comentários
Sim, muito sinceramente, agora as coisas estão bem...
Não lamentes.Não se perdeu grande coisa.Agora muit...
Lamento que tenhas este blogue abandonado...
É muito mais frequente do que parece este tipo de ...
Olá, bem-vinda.Óbvio que temos de ser cuidadosos. ...
Pois, os acidentes acontecem.BFDS
Nunca ninguém pode dizer que não lhe acontece.Todo...
Totalmente de acordo. Não sou mãe, mas entendo que...
Flor, não quis ser intrometida, mas sabendo que es...
Calma Miilay, não se preocupe eu estou bem. Juro.O...
Amiga, será que se desagregou mesmo???Desejo que a...
Momentos...Agarremos os que são bons, os outros......
Na vida nada é eterno ...Até uma boa música ou um ...
Paciente? Eu de facto vou algumas vezes ao médico....
Amigo, és um paciente.Haja pachorra para aturar as...