a alma da flor
10
Nov 11

O mundo desabou

Não sei quem o derrubou

O mundo desabou

Não vi quem lhe tocou

 

Senti-o estremecer

Não sei se foi vibração

Ou simples oscilação

Ou mesmo - imaginação

 

O mundo desabou

Ou seria um castelo

Construído de areia

Tal qual - uma brincadeira

 

O mundo não desaba

Desabamos nós

Destrancando sentimentos

Soltando lamentos

Quando estamos sós

 

A raiva contida

As lágrimas salgadas

Não enchem oceanos

Quando muito - molham-se panos

 

O mundo continua

A vida também

Encontros, desencontros

Vão e estão - sempre a acontecer

 

O que a vida nos pede

O que a vida nos dá

É uma lição para aprender

E muito pouco a cobrar

 

Vida perfeita

Só no Walt Disney

E em contos de fadas

Pois dos filmes de cowboys

Já nem aí: se encontram heróis!

publicado por DyDa/Flordeliz às 01:57
triste,sentido,mas lindo
flor um beijinho cheio de sol
ate ja...gostei muito
luadoceu a 10 de Novembro de 2011 às 13:40
Obrigada Lua.
O sol chegou até aqui e brilhou.
Beijinho
DyDa/Flordeliz a 10 de Novembro de 2011 às 16:44
Ai o Outono e a crise que nos deitam de cangalhas...
Sabes que eu costumo dizer que, nos filmes de cowboys eles, (os heróis) morrem e elas casam com o cavalo! :-)))
Bomito poema minha amiga, gosto desse teu lado poético...
Beijinho
Rosinda
Rosinda a 10 de Novembro de 2011 às 16:23
Lá terás de me indicar o teu clube de vídeo.
A ideia de casar com o cavalo é tentadora.
Um animal com "pinta", sedutor e utilitáriode como meio de transporte e ainda a combustivel reciclável
DyDa/Flordeliz a 10 de Novembro de 2011 às 16:53
Muito bonito, gostei, realmente nesta vida estamos sempre a cair, mas temos de ter a coragem de nos levantar sabendo que vamos cair de novo...

Beijinhos
onda_azul a 11 de Novembro de 2011 às 21:16
Desabou? Não dei por isso. Terá sido no fim de semana?

Com poemas assim, à disposição de quem aqui passa, perde-se o impacto de um mundo desabando!
Uma certeza é a de que não há andaime que o segure enquanto os mestres d'obras continuarem sendo incompetentes e medíocres.

Beijo
Kok a 14 de Novembro de 2011 às 22:38
A vida não para. O tempo não para. E nós somos tão pequeninos...
Maria a 16 de Novembro de 2011 às 00:25
Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Histats.com © 2005-2010 Privacy Policy - Terms Of Use - Powered By Histats
últ. comentários
Sim, muito sinceramente, agora as coisas estão bem...
Não lamentes.Não se perdeu grande coisa.Agora muit...
Lamento que tenhas este blogue abandonado...
É muito mais frequente do que parece este tipo de ...
Olá, bem-vinda.Óbvio que temos de ser cuidadosos. ...
Pois, os acidentes acontecem.BFDS
Nunca ninguém pode dizer que não lhe acontece.Todo...
Totalmente de acordo. Não sou mãe, mas entendo que...
Flor, não quis ser intrometida, mas sabendo que es...
Calma Miilay, não se preocupe eu estou bem. Juro.O...
Amiga, será que se desagregou mesmo???Desejo que a...
Momentos...Agarremos os que são bons, os outros......
Na vida nada é eterno ...Até uma boa música ou um ...
Paciente? Eu de facto vou algumas vezes ao médico....
Amigo, és um paciente.Haja pachorra para aturar as...